PUBLICAÇÕES

In the Mine, ed 106, pg. 36-37, 2023

BASTA PADRONIZAR A DECLARAÇÃO DE RECURSOS E RESERVAS?

Neste artigo é abordado um grande desafio das empresas que atuam no setor mineral, a confiança em suas informações, fundamental para a assertividade das decisões da companhia. Para melhorar esse processo, apresenta o GDQM (GeoData Quality Management), mecanismo de avaliação da qualidade para projetos e operações mineiras, que aponta forças e fraquezas dos métodos e processos, aumenta a confiança nas informações e indica os riscos potenciais relacionados aos dados. O GDQM que será aprofundado nas próximas edições. acompanhem! Saiba mais

In the Mine, ed 105, pg. 44-45, 2023

CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE QUALIDADE DE DADOS

Nesta série de artigos sobre qualidade de dados para recursos minerais, são abordados critérios e métodos de avaliação. São propostos métodos de aprimoramento de dados e categorizam tipos de dados. Critérios incluem precisão, temporalidade, confiança, completude, oportunidade, exclusividade, validade, consistência, usabilidade e valor. A metodologia GDQM (GeoData Quality Management) será mais abordada nas próximas edições. Saiba mais

In the Mine, ed 104, pg. 52-53, 2023

QUALIDADE DA INFORMAÇÃO NO PROCESSO DE DECLARAÇÃO DE RECURSOS MINERAIS – DEFINIÇÕES INICIAIS

A publicação introduz a gestão de qualidade de dados e governança corporativa, parte de uma série sobre informações em recursos minerais. A ISO busca padronizar a qualidade de dados e realçar a importância de identificar causas de não conformidades. A governança de dados envolve controle de ativos, programas formais ampliam autoridade e valorização. Conformidade legal é crucial, especialmente para empresas globais. O texto associa governança corporativa à indústria mineral e ressalta a importância de boas práticas para otimizar o valor organizacional. Saiba mais

In the Mine, ed 103, pg. 40-41, 2023

QUALIDADE DA INFORMAÇÃO NO PROCESSO DE DECLARAÇÃO DE RECURSOS MINERAIS – DEFINIÇÕES INICIAIS

O artigo aborda a importância da qualidade da informação no processo de declaração de recursos minerais. A confiança nos estudos de viabilidade técnico-econômica dos empreendimentos mineiros depende da qualidade das informações utilizadas na classificação e declaração de recursos e reservas minerais. As amostras devem representar fielmente o corpo mineralizado, especialmente em depósitos de baixos teores ou alta variabilidade geológica. As orientações internacionais para classificação estão relacionadas à confiabilidade geológica e à fase do projeto, ressaltando a importância dos investimentos em tempo e dinheiro na coleta de informações. Saiba mais

In the Mine, ed 102, pg. 33-34, 2023

FINALIZANDO O PROCESSO QAQC: ANÁLISES DE RESULTADOS E LABORATÓRIOS E DIVULGAÇÃO

Encerrando a série de publicações de QAQC, amplia-se a análise dos resultados de controle de qualidade em laboratórios, bem como a avaliação dos próprios laboratórios. Incluindo a importância da criação de uma robusta interface para gestão dos dados e a realização de avaliações e inspeções periódicas da estrutura organizacional dos laboratórios. Saiba mais

In the Mine, ed 101, pg. 33-34, 2023

CONTEÚDO DE UM PROGRAMA DE QAQC, PROTOCOLO E ANÁLISE DE RESULTADOS

Traz uma síntese de aspectos relacionados a programas de QAQC em projetos de exploração mineral, abordado previamente por outros autores na literatura. Englobando temas, como, recomendações e protocolos para esses programas, incluindo a importância da padronização de processos e procedimentos, e a necessidade de avaliar o nível de maturidade e atendimento do programa. Saiba mais

In the Mine, ed 100, pg. 60-61, 2022

COMO DIAGNOSTICAR UM PROGRAMA DE QAQC

São abordadas práticas para mensuração do nível de maturidade e atendimento de um Programa de QAQC nas corporações do setor mineral. Recomenda-se que as empresas de mineração façam um diagnóstico para verificar a aderência às melhores práticas e utilizem ferramentas de controle para indicar a maturidade do programa. O processo envolve uma série de etapas até os resultados demonstrados em gráficos e cartas de controle. A empresa deve realizar avaliações e inspeções periódicas da estrutura organizacional dos procedimentos da empresa e dos laboratórios contratados para garantir um QAQC assertivo. Saiba mais

In the Mine, ed 98, pg. 34-35, 2022

PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS E PROCEDIMENTOS NOS PROGRAMAS DE QAQC

O artigo destaca a importância da padronização de processos e procedimentos para garantir a eficiência dos controles de garantia e de qualidade. Para estabelecer processos padronizados, é necessário adotar princípios de padronização, simplificação e organização. Os Procedimentos Operacionais Padrão são ferramentas de padronização que podem ser muito úteis como forma de garantir a padronização na condução de um processo. Saiba mais

In the Mine, ed 97, pg. 35-36, 2022

GOVERNANÇA DE PROGRAMAS DE QAQC NAS CORPORAÇÕES DO SETOR MINERAL

Um completo Programa de Garantia e Controle de Qualidade (Quality Assurance | Quality Control – QAQC) atribui uma maior confiabilidade e credibilidade aos investidores de um projeto mineral. O artigo traz a importância de um robusto programa de controle e os pápeis e responsabildiades em cada etapa do processo nas corporações do setor mineral. Saiba mais

In the Mine, ed 96, pg. 34-35, 2022

RESOLUÇÃO ANM 94/2022 (SBRRM)

O artigo traz a discussão da recém-publicada Resolução 94/2022 da Agência Nacional de Mineração – ANM que regulamenta do Sistema Brasileiro de Recursos e Reservas Minerais (SBRRM). São atualizados conceitos – potencial exploratório, recursos inferido, indicado e medido, reserva provável e provada e fatores modificadores – que se aplicam, obrigatoriamente, aos documentos técnicos vinculados aos processos de direito minerário, como, por exemplo, os Relatórios Finais de Pesquisa (RFP) e os Planos de Aproveitamento Econômicos (PAE), que deverão ser elaborados sob a responsabilidade de profissionais legalmente habilitados. Saiba mais

In the Mine, ed 94, pg. 28-29, 2022

 

CICLO DE VIDA DE UM PROJETO DE MINERAÇÃO

As principais características de cada etapa dentro do ciclo de vida de um projeto de mineração são descritas nesta publicação. Além disso, são descritas as obrigações a serem cumpridas e características que evoluem ao longo do tempo, como a variação no valor agregado do projeto, o nível de confiabilidade e conhecimento geológico, fatores modificadores de ESG, principais fontes de investimento, entre outros. Saiba mais

In the Mine, ed 93, pg. 40-41, 2021

 

QUER SER UM(A) QP | PQ?

Esta matéria aborda as características e especialidades importantes que este profissional deve possuir para desempenhar a função no processo de Certificação e Declaração de Recursos e Reservas Minerais. Apresenta-se também dados do projeto de doutoramento da renomada Geóloga Sul-africana Jacqui Coombes, desenvolvido em 2013 na Edith Cowan University, sobre os fundamentos da competência na indústria mineral, que serviram de estrutura para a definição do Código JORC de 2012. Saiba mais

In the Mine, ed 91, pg. 42-46, 2021

 

BOLSA DE VALORES: UMA SOLUÇÃO PARA O AUMENTO DO NÍVEL DE INVESTIMENTO E QUALIDADE EM PROJETOS NO SETOR MINERAL BRASILEIRO

As bolsas de valores, algumas com regras específicas para empresas do setor mineral, são importantes vias de acesso a capital para empresas de mineração. Neste artigo, todas as bolsas de valores importantes à mineração são listadas, bem como a definição e enquadramento da segmentação das empresas de mineração perante ao mercado. Saiba mais

In the Mine, ed 89, pg. 29-30, 2021

 

ESTUDO DA TECNOLOGIA DE CAPTURA DE DADOS GEOLÓGICOS EM TESTEMUNHOS DE SONDAGEM.

O uso de tecnologias e inteligência artificial (IA) em interpretações geológicas é cada vez mais frequente, como na descrição de testemunhos de sondagem. Neste artigo são apresentadas e discutidas as implicações da utilização de tecnologia na organização e interpretação dos dados de descrições de testemunhos de sondagem. Saiba mais

In the Mine, ed 88, pg. 20-21 & 45-46, 2020

 

QUALIDADE DA INFORMAÇÃO: O SETOR QUE AINDA NÃO SABE QUE NÃO SABE…

A qualidade de dados geológicos pode impactar de diversas formas as atividades de uma empresa. Sendo assim, é necessário o entendimento e planejamento de processos de forma padronizada, e que as empresas possam aderir a diversos protocolos e boas práticas que garantam e aumentem a qualidade de seus dados. Saiba mais

In the Mine, ed 87, pg. 19-20, 2020

 

PREPARANDO O TERRENO PARA A ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS (PARTE I)

A discussão sobre os mecanismos de atração de investimentos para a indústria mineral brasileira é de suma importância para empresas e a economia do país. Neste artigo é discutido a importância da regulamentação, padronização e internacionalização dos processos a fim de atrair e capitalizar novos investidores, uma vez que os investidores e a sociedade estão cada vez mais exigentes. Saiba mais

In the Mine, ed 85, pg. 26-27, 2020

 

O REAL VALOR DO ATIVO MINERAL

O artigo trata a questão da correta atribuição de classes de recursos (medido, indicado e inferido) e reservas minerais (provada e provável), de acordo com as melhores práticas recomendadas pelos padrões internacionalmente aceitos. Padrões estes que a legislação minerária brasileira ainda passará por adequações para poder atendê-los. Saiba mais

In the Mine, ed 83, pg. 27-28, 2020

 

COMPETÊNCIA E MATURIDADE DIGITAL

Como a indústria da mineração pode contribuir verdadeiramente para o atendimento aos urgentes 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e seus compromissos diversos?  Destacam-se principalmente a redução da pobreza, proteção do planeta e garantia de prosperidade para todos, através do uso de tecnologias mais sustentáveis e lucrativas. Neste documento é discutido como os avanços da competência digital está influenciando na mineração, uma vez que os consumidores estão exigindo a rastreabilidade da sustentabilidade, não apenas dos produtores, mas de toda a comunidade de mineração. Saiba mais

In the Mine, ed 81, pg. 17-18, 2019

 

SOB O GRANDE OLHO DIGITAL

O setor da mineração está empregando o uso de Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT’s), reflexo do avanço desta tecnologia na última década. Nesta edição, o tema é abordado mostrando os benefícios para a mineração, como no mapeamento geológico e no monitoramento de barragens. Saiba mais

Coring Magazine, ed 11, pg. 58-64, 2019.

DRILL CORE STORAGE: ORIENTATION REGARDING INTERNACIONAL BEST PRACTICES.

A qualidade e representatividade dos dados de um depósito mineral, ou área potencialmente mineralizada, é um assunto que gera debates tanto no meio profissional quanto acadêmico. Tendo em vista a influência da gestão da materialidade neste tópico, por meio de uma abordagem das boas práticas internacionais, este trabalho busca elucidar a importância do armazenamento, manuseio e organização correta dos testemunhos de sondagem e os potenciais impactos da má conservação deste material. Saiba mais

In the Mine, ed 80, pg. 28-29, 2019

 

COLETA E ANÁLISE HIGH-TECH

Diversas são as inovações tecnológicas recentes destinadas à eficiência da etapa de exploração mineral. Nesta edição serão indicadas duas muito interessantes e versáteis: os analisadores portáteis, os quais utilizam a técnica de fluorescência de raios-x (XRF) e os scanners de testemunhos de sondagem, que coletam dados úteis na tomada de decisões em tempo real. Saiba mais

In the Mine, ed 79, pg. 19-20, 2019

 

CADEIA DE VALIDAÇÃO DE DADOS

Este artigo mostra o que é preciso fazer para reduzir ou evitar erros, negligência e fraudes, salientando a necessidade da utilização de Sistemas de Informação e gestão de dados em três etapas crucias: (1) aquisição e gerenciamento de dados, (2) gestão de modelos geológicos e (3) declaração dos resultados (reporting). Saiba mais

In the Mine, ed 78, pg. 19-20, 2019

 

PROTOCOLOS DE SEGURANÇA

Este artigo discute a importância da segurança do trabalho na elaboração de um projeto de mineração, e as leis que circundam e guardam as premissas para evitar falhas dentro da cadeia. Manter uma boa infraestrutura de dados é fundamental para a gestão da segurança de barragens. Saiba mais

Brasil Mineral, ed 393, pg. 36-42, 2019.

 

ARMAZENAMENTO DE TESTEMUNHOS – ORIENTAÇÕES DAS BOAS PRÁTICAS INTERNACIONAIS

Este artigo mostra a importância do armazenamento e conservação dos testemunhos de sondagem de forma correta e como essas boas práticas interferem na credibilidade de um projeto de mineração. Saiba mais

In the Mine, ed 76, pg. 19-20, 2018

 

A MINERAÇÃO EM RAMP UP DIGITAL

A inovação tecnológica e a indústria 4.0 são as vanguardas desse novo milênio. Nesta edição, os avanços tecnológicos e os dispositivos que permitem uma gestão em tempo real são discutidos. Também se discute como o mercado minerário tem atuado e se atualizado para melhores resultados em um cenário cada vez mais competitivo. Saiba mais